PERFIDA ; JEZEBEL E ANJOS DA CARA SUJA PEDIDO ENVIADO PELO FLAONZITO

PÉRFIDA
THE LITTLE FOXES
1942





DIREÇÃO WILLIAM WYLER
BETTE DAVIS
HERBERT MARSHALL
TERESA WRIGHT
RMVB LEGENDADO



Sinopse:

O filme retrata a era pós-guerra da comunidade sulista norte-americana na virada do século XX onde nada é mais importante que o dinheiro e o poder para Regina Giddens (Bette Davis). Na tentativa de juntar seus igualmente impiedosos irmãos num plano óbvio para conseguir seu poder e glória, ela usa e abusa de sua ingênua filha, Alexandra Giddens (Teresa Wright) para trazer de volta seu marido, Horace Giddens (Hebert Marshal), o qual estava morando em Baltimore enquanto trata de um sério problema cardíaco. Quando ela não consegue convencer seu marido a lhe dar o dinheiro e vê seus planos indo por água a baixo, ela então coloca em prática uma trama sórdida e calculista.

Comentário:

Pérfida (The Little Foxes, 1942) é um filme adaptado da peça homônima de Lillian Hellman, a qual também escreveu o roteiro do filme. Este filme é o terceiro de três parcerias de enorme sucesso entre o diretor William Wyler e Bette Davis. Os outros dois filmes foram Jezebel (1938), o qual rendeu a Bette Davis o Oscar de Melhor atriz, e A Carta (The Letter, 1940), que rendeu a Bette sua quinta indicação ao Oscar de Melhor Atriz. Este filme não apenas é dirigido por um dos maiores diretores de sua geração, como também é considerado por muitos como um dos grandes filmes da história do cinema devido ao seu perfeccionismo técnico em diversos aspectos, a começar pelo seu roteiro baseado numa peça teatral de grande sucesso escrita por Lillian Hellman, uma das mais importantes escritoras responsáveis pela grande transição literária e política feminina na primeira metade do século XX. Isso sem falar da atuação brilhante de Bette Davis, que está bastante diferente dos papéis que representou antes e posteriormente a esse filme, é sua atuação em Pérfida é considerada de longe a melhor pela maioria dos fãs e críticos. A magnificência tanto do roteiro do filme quanto da peça teatral está não apenas na falta de discernimento das personagens alegoricas que representam a frieza e o desespero da alta sociedade na manutenção e ostentação do poder mas também no impacto da industrialização sulista norte-americana durante o período pós-guerra. O filme é marcado por diálogos impactantes em sequências memoráveis criadas com extrema habilidade por William Wyler e que definitivamente transformou Pérfida em um clássico do cinema e uma referência do - talvez - estilo 'noir'. O filme foi um grande sucesso e recebeu 9 indicações ao Oscar, embora não tenha levado nenhuma estatueta, sendo considerado, juntamente com Cidadão Kane (Citizen Kane, 1942) um dos grandes injustiçados daquele ano e da história da premiação. O filme, sem dúvida, é um importante histórico, trazendo embutido fatos importantíssimos da história política, social e do pensamento que fazem o cinema clássico ter a magia e sua importância artística e histórica que gradualmente foi diminuindo com o tempo.

Trivia:

-Na tentativa de recuperar as perdas pelo fracasso da estréia de Cidadão Kane, a RKO vendeu os ingressos de Cidadão Kane juntamente com os ingressos de Pérfida. A inteligente e desesperada atitude foi uma das razões que amenizou o total fracasso do filme de Orson Welles devido ao sucesso do filme de William Wyler, já que Bette Davis estava em alta popularidade na época.
-De acordo com Samuel Goldwyn Jr. (um dos presidentes da Metro Goldwyn Mayer), Jack L. Warner (um dos presidentes da Warner) deu o passe de Bette Davis para estrelar em Pérfida como parte do pagamento de dívidas de apostas em jogos que aconteciam entre os grandes chefes de estúdio da época (Jack L. Warner, Samuel Goldwyn Jr., Harry Cohn, Louis B. Mayer, Darryl F. Zanuck e Carl Laemmle). A quantia da dívida era estimada em US$300.000.
-Bette Davis nunca escondeu sua insatisfação por não ter recebido o Oscar pela sua atuação em Pérfida. Para Bette, ela deveria ter recebido os prêmios por Pérfida e A Malvada (All About Eve, 1950) e não por Perigosa (Dangerous, 1935) e Jezebel (1938). Sabe-se posteriormente também que, embora fosse unanimidade na Academia de que Bette Davis estava surpreendente por O Que Terá Acontecido a Baby Jane? (What Ever Happened To Baby Jane?, 1962), ela não recebeu o Oscar por esse filme porque os membros afirmaram que "o filme era do tipo que não merecia o devido reconhecimento que o Oscar poderia dar".
-Pérfida foi a quarta de cinco indicações ao Oscar de Melhor Atriz em cinco anos consecutivos que Bette Davis recebeu.
-O personagem David Hewitt (Richard Carlson) não existe no texto original da peça. O personagem foi adicionado ao roteiro adaptado para o filme com a finalidade de desenvolver um romance com a personagem Alexandra Giddens (Teresa Wright) e também em adicionar outro personagem masculino que atraísse a empatia do público além de Horace Giddens (Herbert marshall), único até então.
-A peça teatral teve estréia no Teatro Nacional de Nova York em 15 de Fevereiro de 1939 e sua temporada atingiu a marca de 410 apresentações. Até o ano de 2008 a peça teve outras 3 adaptações, estrelando, cada uma delas: Anne Bancroft (em 1967), Elizabeth Taylor (em 1981) e Stockard Channing (em 1997).
-Herbert Marshal havia perdido uma perna na Primeira Guerra Mundial. A cena em que Horace engatinha pela escada foi feita por um dublê. A troca entre o ator e o dublê ocorre na sequencia em que Horace desaparece por um instante logo depois de agarrar à cortina.
-Foi com esse filme que Bette Davis ganhou o estigma de 'má' que carrega até hoje, já que esse filme deixou evidente que 'ser má' não é apenas um fetiche cinematográfico, mas também um dom técnico sutil e apurado que compete a uma minoria.

Elenco:

Bette Davis (Regina Giddens)
Hebert Marshall (Horace Giddens)
Teresa Wright (Alexandra Giddens)
Richard Carlson (David Hewitt)
Dan Duryea (Leo Hubbard)
Partricia Collinge (Birdie Hubbard)
Charles Dingle (Ben Hubbard)
Carl Benton Reid (Oscar Hubbard)

Informações Técnicas:

Diretor: William Wyler
Roteiro: Lillian Hellman
Cenas e diálogos adicionais:
Arthur Kober
Dorothy Parker
Alan Campbell

Dados do Arquivo:

Formato: RMVB
Áudio: Inglês
Legenda: Português
Duração: 115 min.
Tamanho: 369Mb
Partes: 2 (190Mb + 178Mb)

DOWNLOAD

http://www.4shared.com/file/145140036/e97e169d/P-TLF1942DWW.html



JEZEBEL
1938



DIREÇÃO WILLIAM WYLER
BETTE DAVIS
HENRY FONDA
RMVB LEGENDADO


Sinopse:


Em 1852, em Nova Orleans, uma jovem egocêntrica da aristocracia local provoca o rompimento do seu noivado ao usar um vestido vermelho, quando as moças deviam usar branco. Apesar de seu antigo noivo se casar com outra mulher, ela continua amando-o. Ela tem a grande chance de lhe provar que realmente deixou de ser uma jovem mimada quando uma peste se abate sobre a cidade.

Elenco:

Bette Davis (Julie Marsden)
Henry Fonda (Preston Dillard)
George Brent (Buck Cantrell)
Margaret Lindsay (Amy Bradford Dillard)
Donald Crisp (Dr. Livingstone)
Fay Bainter (Tia Belle Massey)
Richard Cromwell (Ted Dillard)
Henry O'Neill (General Theopholus Bogardus)
Spring Byington (Sra. Kendrick)
John Litel (Jean La Cour)
Gordon Oliver (Dick Allen)
Janet Shaw (Molly Allen)
Thereza Harris (Zette)
Margaret Early (Stephanie Kendrick)

Informações Técnicas:

Direção: William Wyler
Roteiro: Clements Ripley, Abem Finkel, John Huston e Robert Buckner, baseado em peça teatral de Owen Davis
Produção: William Wyler
Música: Max Steiner
Fotografia: Ernest Haller
Direção de Arte: Robert M. Haas
Figurino: Orry-Kelly
Edição: Warren Low

Premiações:

- Ganhou 2 Oscars, nas categorias de Melhor Atriz (Bette Davis) e Melhor Atriz Coadjuvante (Fay Bainter). Foi ainda indicado em outras 3 categorias: Melhor Filme, Melhor Trilha Sonora e Melhor Fotografia.
- Ganhou uma Menção Especial no Festival de Veneza.

Curiosidades:

- Este é o 1º de 3 filmes em que o diretor William Wyler e a atriz Bette Davis trabalharam juntos. Os demais foram A Carta (1940) e Pérfida (1941).
- Jezebel também está disponível em uma versão colorizada por computador.
- O Oscar ganho por Bette Davis por sua atuação em Jezebel foi comprado pelo diretor Steven Spielberg em um leilão ocorrido em 19 de julho de 2001, sendo posteriormente entregue aos cuidados da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.
- O orçamento de Jezebel foi de US$ 1,25 milhão.

Dados do Arquivo:

Formato: Rmvb.
Tamanho: 349 mb
Duração: 1:44
Áudio: Inglês.
Legendas: Português.
DOWNLOAD
http://www.4shared.com/file/145140005/5b5a14e4/J1938DWW.html

ANJOS DE CARA SUJA

1938


DIREÇÃO MICHAEL CURTIZ
JAMES CAGNEY
HUMPHREY BOGART
PAT O'BRIEN
ANN SHERIDAN
RMVB LEGENDADO





Sinopse:

Dois meninos são pegos roubando um trem de carga. Na fuga, um deles consegue pular a cerca que dá acesso ao seu esconderijo e fugir da polícia; o outro não. Este simples fato influi no destino de ambos: Rocky Sullivan (Cagney), o garoto que não conseguiu escapar, torna-se um gângster temido; seu colega, Jerry Connelly (O’Brien), vira padre. Ao fim de uma de suas diversas passagens pelo presídio, Rocky parte em busca de Jim Frazier (Bogart), um advogado ardiloso que lhe passou a perna; e acaba conhecendo e se envolvendo com um grupo de jovens delinqüentes como ele fora um dia. Anjos de Cara Suja foi uma das vítimas da Legião da Decência, um órgão católico que tratava de censurar os filmes (principalmente os de gângsteres). Isso gerou toda uma nova onda de filmes do gênero, que passaram a mostrar a origem desses criminosos, o que os motivou a serem quem são; além de um final obrigatoriamente moralista, contornado com sabedoria por alguns cineastas (é o caso de Curtiz). Bogie, que mais uma vez interpreta um homem inescrupuloso, era na época apenas um ator contratado da Warner e estrelou em seguida uma série de filmes do mesmo modelo.


Elenco:

James Cagney
Pat O'Brien
Humphrey Bogart
Ann Sheridan
George Bancroft
Billy Halop
Bobby Jordan
Leo Gorcey
Gabriel Dell
Huntz Hall
Bernard Punsly
Joe Downing
Edward Pawley
Adrian Morris
Frankie Burke
William Tracey
Marilyn Knowlden
St. Brendan's Boy's Choir
Wade Boteler
Harris Berger
Sidney Bracey
Edwin Brian
Sonny Bupp
Brian Burke
Gary Carthew
Lane Chandler
Frank Coghlan Jr.
Bill Cohee
William Crowell
Joe Cunningham
Steve Darrell
Joe Devlin
John Dilson
David Durand
Earl Dwire
William Edmunds
Jim Farley
Galan Galt
Bud Geary
Jack A. Goodrich
Mary Gordon
Earl Gunn
Frank Hagney
John Hamilton
John Harron
Harry Hayden
Oscar 'Dutch' Hendrian
Ben Hendricks Jr.
Al Hill
Robert Homans
Thomas E. Jackson
Donald Kerr
Frank Kowalski
Vera Lewis
Al Lloyd
Alexander Lockwood
Vince Lombardi
Wilfred Lucas
Lavel Lund
Wilbur Mack
Charles Marsh
John Marston
Bibby Mayer
Billy McClain
Roger McGee
Belle Mitchell
Carlyle Moore Jr.
George Mori
Jack Mower
Spec O'Donnell
George Offerman Jr.
Pat O'Malley
Oscar O'Shea
Emory Parnell
William Pawley
Jack Perrin
Lee Phelps
Theodore Rand
Dick Rich
Ralph Sanford
Jeffrey Sayre
Jack C. Smith
George Sorel
James Spottswood
Chuck Stubbs
Charles Sullivan
Elliott Sullivan
A.W. Sweatt
Eddie Syracuse
George Taylor
Charles Trowbridge
Norman Wallace
Dick Wessel
Leo White
Poppy Wilde
Lottie Williams
Charles C. Wilson
Claude Wisberg
Dan Wolheim
William Worthington

Informações Técnicas:


Diretor: Michael Curtiz
Roteirista: Rowland Brown, John Wexley, Warren Duff, Ben Hecht, Charles MacArthur
Anjos de Cara Suja
(Angels with Dirty Faces, EUA, 1938)
Títulos Alternativos: Battle of City Hall
Gênero: Policial
Duração: 97 min.
Tipo: Longa-metragem / P&B
Distribuidora: VTO Continental
Produtora: Warner Bros. Pictures, First National Pictures

Dados do Arquivo:

Formato: RMVB
Áudio: Inglês
Legendas: Pt-Br
DOWNLOAD
http://www.4shared.com/file/162421270/87469847/ADCS-AWDF1938DMC.html

0 comentários: